Acho muito interessante quem tenta definir o amor, perguntaram para uma criança o que ela achava que significava o amor e ela disse que é quando sua amiguinha divide a bala com ela, para a criança isso é amor, e quem aqui tem coragem de dizer que não é?

Então eu parei para pensar no que era amo para mim, e me dei conta de que sem querer eu vivo isso todos os dias, não, eu não vivo ''definindo o amor'', mas eu vivo o amor.
Tenho que confessar para vocês que eu me pego muitas vezes olhando para o meu namorado como se fosse a primeira vez que eu o visse, eu observo os detalhes, a curva que a boca dele faz quando sorri, o quanto os olhos dele brilham quando ele gargalha, o quanto o cabelo dele é macio, e em como ele possuí um cheiro único mesmo sem perfume. 

E aí eu me dou conta enquanto o observo que eu namoro com ele, então eu rio de mim mesma, penso '''meu Deus, eu namoro com esse cara'', e tenho tanta sorte por tê-lo, tanta sorte por ele não só namorar como viver comigo também, e ele vive esse amor tão intensamente quanto eu.

Sabe, sentir-se tão sortuda por ter alguém, não no sentido de posse, mas no sentido de companhia, talvez isso não seja a definição do amor, olhar para a pessoa e sentir-se completamente apaixonada também não é a definição de amor.
Mas todos os dias quando eu acordo e sou agraciada pela dádiva de poder olhá-lo, de poder tocá-lo, de poder amá-lo, de saber que pode vir o dia que vier pela frente, sendo bom ou ruim, no final nós vamos voltar para o nosso lar e tudo vai ficar bem, essa também pode não ser a definição de amor para muitos de vocês, mas para mim já basta.
Amor é onde está o nosso coração, e o meu está aonde ele estiver!



Fonte da ilustração.


O título não poderia ser outro, afinal, essa tem sido a frase que me acompanha a tanto tempo, ''desculpa a minha demora para responder sua mensagem, é que eu surtei'', ''desculpa a minha demora para atender, é que eu surtei'', ''desculpa a minha demora para chegar, é que eu surtei''.

Sim, eu surtei, e é tão desesperador admitir agora quanto foi na primeira vez que isso aconteceu. No começo não parece nada demais, você pensa que sozinho você consegue dar conta, você acha que aquilo não vai mais se repetir e que não precisa conversar com ninguém sobre isso.

A primeira vez você acorda assustado, pensando que aquilo era real e suando frio por ter vivido uma experiência assombrosa pela qual você nunca imaginou passar. Mas depois de um tempo você não precisa mais dormir para ''sonhar'' com as coisas, depois de um tempo seus pesadelos tornam-se parte do seu cotidiano mesmo quando seus olhos estão bem abertos.

Bom, depois de não tanto tempo assim, torna-se muito mais difícil simplesmente sair de casa, sim, pensar em colocar os pés lá fora só por lembrar da presença de tantas outras vidas ao seu redor incomoda de uma forma que jamais pensou que fosse acontecer. Aos poucos a convivência pura e simplesmente com pessoas torna-se um fardo a ser carregado, e você tão leve como uma pluma, não sustenta todo esse peso em suas costas.

Passado mais algum tempo, você nem precisa sair de casa, sua própria presença lhe incomoda, o comum lhe afinge,  o simples lhe irrita, esperar por alguns instantes para realizar tarefas simples como esperar o computador ligar, a música começar ou o cabelo secar, tornam-se longas horas exaustivas que só existem dentro de você.

E então, tudo ao seu redor te irrita, te estressa, te sufoca, e aos poucos, te mata. Pouco a pouco o seu interior vai se deteriorando como paredes antigas que tem que cair, faz parte do circulo natural das coisas, mas você não precisava se deteriorar, você não precisava ruir, e então, você desaba.

Como um prédio em ruínas que carrega uma história unica e importante que ninguém teve coragem de destruir por seu significado único uma hora cai, você também desabou, desabou dentro de si e para o resto do mundo. E aí, você não se reconhece mais, você provavelmente não vá lembrar do seu nome, de quem você é, o que você faz, e é nessa hora que você talvez não saiba, ainda, mas você não se ama mais. 

E aí meus amigos, nenhuma frase mais se encaixa tão bem na sua vida quanto ''desculpa a demora, é que eu surtei''. Sim, você surtou, eu surtei, surto todos os dias.

Surto sempre que lembro que tenho que ir a faculdade, surto por ser obrigada a ter contatos mínimos de convivência com as pessoas, surto por não ter um pingo de paciência para nada e nem ninguém, surto pelo simples fato de ter que viver, não que isso seja o suficiente para tirar de mim a minha vontade de viver, isso é outra história, mas sim, surto por isso também.

Acredite, você não está sozinho, sei que também não estou, surtar tornou-se parte do meu cotidiano assim como respirar, irônico não? Respirar apenas para mais cedo ou mais tarde, surtar. 

Pois é, então, quando eu demorar para responder sua mensagem, quando eu não atender sua ligação, quando eu me atrasar para o nosso compromisso ou quando eu sumir por algum tempo, desculpa a minha demora, é que muito provavelmente, eu surtei. 


Fotografia: Michal Macu.



Sem sombra de dúvidas esse é o post mais emocionante que eu já escrevi aqui no blog.
Como muitos de vocês sabem, o blog começou a nove anos atrás (sim, esse ano completamos dez anos juntos ) e o intuito sempre foi compartilhar com vocês as minhas criações, eu sempre gostei de escrever porém sempre guardei comigo, depois de muito tempo e depois de mostrar para alguns amigos bem próximos, resolvi trazer para o blog o que antes fazia parte apenas do meu íntimo!

Bom, os anos passaram, vocês se apaixonaram tanto quanto eu por minhas singelas criações, enfrentaram comigo momentos bem difíceis como meu bloqueio criativo e algumas coisinhas bem ruins que aconteceram comigo, e perceberam assim como eu, que não importa o que vivamos, tudo se torna inspiração.

O que antes era apenas uma ''brincadeira'' acabou ficando sério, e esse ano, após algumas insistências e algumas pessoas que me deram um apoio inimaginável, resolvi elevar isso a um novo patamar. Em um breve contato com a Amazon, sim gente, a AMAZON ♥, fechamos um contrato para uma publicação independente (explico melhor sobre isso em um post especifico), e pronto, a realização do meu sonho de publicação tinha sido iniciado.

Após algumas revisões, alterações, correções, ele finalmente estava pronto para ser enviado de forma definitiva para a Amazon e entrar na pré venda. E então aconteceu, pouco menos de um mês na pré venda, no dia 10 de março ele finalmente foi lançado, e gente, é como se eu pudesse ver tudo de bom que existe no mundo.

A Ana Paula de dez anos atrás que escrevia antes de tudo sobre Britney Spears aqui no blog, jamais imaginou que isso pudesse acontecer. Meu coração bate extremamente forte todas as vezes que alguém comenta sobre, me pergunta sobre ou alguém que já leu elogia, e isso é tão gratificante de uma forma impossível de explicar.

Bom, por ser uma publicação independente, ou seja, sem editora, ele está a venda na Amazon Br apenas em Ebook, e na Amazon EUA e outras na versão Eboook e com capa comum. Infelizmente, ainda não existe a opção de livro com capa comum para publicação independente no Brasil, mas eles já estão trabalhando nisso!

O que eu acho de melhor no livro é que ele é exatamente o tipo de livro que eu sei que as pessoas gostam de ler, leve, divertido, dividido em partes e com uma linha cronológica a seguir, o que instiga ainda mais a leitura. Ele possuí trechos, textos curtos e poemas leves que fazem da leitura bem mais prazerosa, e vocês que me acompanham já conseguem imaginar que sim, ele é um romance, rs! Romance baseado em fatos reais torna tudo ainda melhor e ainda abre portas para uma continuação, quem sabe?

Bom meus amores, estou extremamente grata e feliz por poder compartilhar essa novidade com vocês que me acompanham a tantos anos, quem puder adquirir o livro e claro compartilhar comigo o que achou, ficarei muito grata!

Link para compra!
Espero vocês no Serenity, obrigada♥



Você tem sido meu quebra-cabeça mais difícil de montar, como se ao chegar na minha vida você tivesse se desmontado de propósito apenas com o intuito que eu encaixa-se cada peça no lugar.

Nunca um simples jogo tinha sido tão difícil para mim, como se eu tentasse de todas as formas te montar e você sempre dificultasse, uma peça sempre sumia, eu pensava que tinha encontrado a certa e de repente não era mais. Como se eu tivesse que errar mais algumas centenas de vezes para aprender.

Sim, acho que além de entender, eu aprendi como te completar sem que faltasse peça alguma e sem que eu tivesse que modificar alguma coisa para isso. Sabe, no final você não é assim tão difícil de entender, basta um pouquinho de esforço e de força de vontade para perceber que na simplicidade você se auto completa.

Você já é mais do que completo quando está sozinho, na verdade o que faltava era um quebra-cabeça maior ainda, que não só te completaria, mas transbordaria também. Porque no final o amor é isso, o ato simples de transbordar, não estamos aqui para completar ninguém, e sim acrescentar a algo que já é bom, uma coisa melhor ainda.


Eu não me lembro da última vez em que estive tão feliz e leve ao mesmo tempo, aquela sensação de que finalmente tudo está no lugar em que devia estar, como se cada peça de um quebra-cabeça enorme finalmente tivesse se encaixado, sem faltar pedaço algum!


Sim, eu sinto falta do seu abraço
Sinto falta daquele sorriso e daquela gargalhada boa
Sinto falta daquela sua insistência típica
Sinto falta do seu carinho, aconchego e da sua essência

Gosto tanto de você que eu não conseguiria escrever
Gosto tanto de você que sim, as palavras somem
Gosto tanto de você ao ponto de te encarar sem conseguir respirar
Gosto tanto de você ao ponto de preferir perder minha paz de espirito por sua causa

Nem sempre as coisas têm um motivo, mas eu gosto de pensar que o destino sabe de tudo
Sabe, não precisa ser que nem os romances que eu escrevo, só precisa ser sincero e simples
Da mesma forma que eu e você levamos a vida
Com simplicidade, cumplicidade, e acima de tudo, com amor


Existem coisas que o tempo não apaga, você até joga para de baixo do tapete, rasga as fotos, apaga as mensagens e queima as cartas, mas a sua memória continua intacta. Você vai para um barzinho qualquer no sábado à noite, e se afoga em quantos copos de cachaça conseguir virar, mas não, você ainda não esqueceu.

Te garanto que tentar ignorar também não é a melhor das soluções, você se afasta, tenta fingir que não se importa, tenta fingir que não sente nada daquilo que está sentindo, mas você sabe melhor do que ninguém que isso não vai parar.

Você tenta se enganar todo santo dia, fala para quem quiser ouvir que não sente falta dela, ignora o cheiro do perfume que está por todo canto, tenta tirar da sua cabeça aquele sorriso, ah, justamente aquele sorriso que só ela sabe dar. Mas no fundo você sabe que isso não vai te levar a lugar algum.

Você sabe melhor do que ninguém que é dela que você precisa, que é ela que você quer ao seu lado todos os dias na sua cama, que é com ela que você quer acordar, que é unicamente o abraço dela que você mais quer sentir, e que sim, é com ela que você quer dividir as alegrias e tristezas do dia a dia.


É ela, e você sabe muito bem o porquê, ela é aquele frio na barriga gostoso de sentir, é aquele abraço cheio de calor dos dias frios, é o sorriso depois do pesadelo, o afago na cabeça depois do choro, é a luz no meio da escuridão, é a gargalhada da piada boa, é a vontade de ficar na hora de ir embora, é tudo aquilo que eu gostaria de ter novamente para mim! 


Chegamos ao final, não é mesmo? É hora de dizer adeus para mais um ano, de agradecer, rever várias situações, pensar o que queremos levar conosco para o ano que vem, e aquilo que precisamos deixar para trás, e é claro que chegou a hora de eu conversar com vocês!


Esse ano foi um ano muito diferente aqui no blog, um ano onde eu me afastei por diversos motivos, comecei uma faculdade, tive sérios problemas na minha vida pessoal, me vi doida por inúmeros motivos, e sim, acabei tendo que deixar o blog de lado, e isso doeu de uma forma absurda, afinal, são oito anos coladinha com vocês, compartilhando histórias, textos, dicas, músicas, livros, de tudo um pouquinho! Eu senti falta todos os dias, até o momento em que eu pude voltar.

Foi diferente também porque quando chega no final do ano todo mundo sabe que rola um especial aqui no blog, tanto de Natal quanto de Ano Novo, eu já estou super acostumada a fazer e vocês estão super acostumados a tê-los, mas esse ano ficou realmente inviável fazer, final de ano na faculdade significa final de período, uma correria maluca de provas e trabalhos intermináveis, mas foi o primeiro ano, então nós vamos nos adaptando por aqui, até porque eu sou sozinha para criar conteúdo e manter o blog atualizado.

Nesse ano que se passou, e que ano, eu conheci pessoas tão incríveis, que jamais imaginei conhecer, cada uma com um potencial enorme, com características marcantes e que com certeza me ajudaram a passar por esse furacão chamado 2017. Também acabei deixando para trás pessoas que eu já trazia comigo a alguns anos, encerrei vários ciclos durante esse tempo e tirei um aprendizado por vez de cada um deles. 

Vivi tanta coisa em 2017 que seria impossível contar pra vocês, tive meus autos e baixos, mais baixos do que autos na verdade, rs, mas encerro esse ano feliz, feliz com todas as minhas escolhas, feliz com as pessoas que vou levar daqui, feliz pelas pessoas que vou deixar em 2017, e feliz acima de tudo, pela minha vida!

Um feliz ano novo a todos vocês que sempre me acompanharam, aos que chegaram agora sejam muito bem vindos e feliz ano novo para vocês também, e que em 2018 nós consigamos estar aqui, compartilhando sempre energias boas e histórias deliciosas de contar, espero vocês no nosso cantinho de sempre para o nosso nono ano de blog, vai rolar comemoração em, rs!

Feliz 2018 meus amores, e até ♥


Bu, quem é vivo sempre aparece não é mesmo? Que saudade que eu estava de vir aqui bater um papinho com vocês, e o papo de hoje é um assunto que eu quero falar a muito tempo sobre, que é o curso que eu escolhi para a minha primeira graduação!

Quem me acompanha nas redes sociais sabe que eu comecei a fazer pedagogia no primeiro semestre do ano, então em 2017 eu concluí os dois primeiros períodos da minha faculdade, num total de oito. Sim, oito longos períodos de pedagogia.

Mas Ana, como você decidiu que era isso que você queria? Bom, digamos que eu não tenha escolhido a pedagogia, e sim a pedagogia que me escolheu, sim, destino. Quando nós vamos escolher nosso curso, o que temos que fazer antes de tudo é pensar em que área nós nos damos melhor, no meu caso eu sempre tive duas certezas na minha vida, a primeira é que eu era/sou absolutamente de humanas, sem pender pro lado de exatas em nenhum momento da minha existência, rs, o que facilitou muito na hora de diminuir minhas opções de curso. A segunda certeza é que eu queria ser professora, independente do que, eu sempre quis ser professora, sempre me imaginei em sala de aula, com os meus alunos, aplicando as aulas que eu planejei, sim, um sonho, então pronto, chegamos a fase final da escolha.

Eu sempre fui apaixonada por língua portuguesa, e o blog sempre foi um dos maiores motivos para eu seguir essa área, porque eu queria aprender mais para melhorar por aqui o máximo que eu pudesse, então o que eu fiz no final do ano passado? Prestei vestibular para Letras língua portuguesa, com a segunda opção como pedagogia. Quando o resultado saiu eu realmente tinha passado para letras, mas algum tempo depois eu recebi uma ligação me comunicando que não havia fechado turma para letras, mas se eu quisesse mudar tinha fechado turma para pedagogia, bom, interpretei como um sinal divino e fui de cabeça, me matriculei para pedagogia.

Bom, em fevereiro eu comecei minha jornada dentro do universo da educação, e o que eu tenho para dizer pra vocês é, não é fácil gente, ao contrário do que eu mais ouço por aí, não é só cortar eva e cartolina, vai muito além disso.
É artigo que não acaba mais, só esse ano eu conheci no mínimo uns cinquenta pensadores/filósofos que de uma forma ou outra tem haver com a pedagogia, é tanta mente brilhante que você não da conta de acompanhar. 
São diversas atividades criativas que você tem que criar, onde você literalmente é colocado a doido e tem suas habilidades postas a prova. Prova, meu Deus, rotina de universitário não é vida, tanto que eu só consegui voltar a escrever aqui no blog pra vocês agora em dezembro, e meu último post tinha sido em maio, sim, socorro.
A rotina é uma loucura, mesmo que não valha um ponto se quer, praticamente todo dia você tem alguma atividade ou trabalho pra fazer, os trabalhos, seminários, meu Deus, quanta dor de cabeça, stress, sim, trabalho em grupo é esse carma todo que falam mesmo, as veze são oito ou dez cabeças totalmente diferentes uma da outra tentando entrar em um consenso e isso é desgastante. 

Perdi a conta de quantas eu sai da sala chorando e prometendo que não ia voltar mais, ou em casa eu desmoronava e falava que não ia mais pra faculdade. É desgastante, as provas te fazem se matar de estudar e parece nunca ser o suficiente, os trabalhos te deixam maluca, as pessoas te fazem surtar, o preço da coxinha é exorbitante e sim, tem dias que você vai querer jogar tudo pro alto e sumir. 

Não, faculdade não é um mar de rosas, pelo contrário, é um mar de espinhos, onde por mais que você se esquive você sempre acaba arranhado por todos os lados. Seja pelas semanas consecutivas de provas, pelos trabalhos onde você se mata e da sempre o seu melhor e a nota nunca é essas coisas todas, seja pelo professor que você não gosta e é o que mais te da aula, não importa o motivo, faculdade é difícil, é difícil de viver, de lidar, de continuar, e não tem essa de que um curso é mais difícil que o outro não, para todo lado que você olha você encontra alguém desesperado com alguma coisa do próprio curso.

É uma rotina puxada, cansativa, estressante, ainda mais se você cai na bobeira de pegar liderança de turma como a bonitinha aqui pegou no segundo período, ai mesmo que o stress fica dobrado, a raiva só aumenta, e você sente vontade a todo momento de mandar alguém ir pra vocês sabem aonde. 

Mas, se tem uma outra coisa que eu posso dizer para vocês é, vale a pena, sim gente, todo o esforço, dedicação, stress, raiva, no final valem a pena. Valem a pena quando você tira uma nota boa naquela prova que você podia jurar que ia ser zero, vale a pena quando você apresenta aquele trabalho em grupo que te deu uma dor de cabeça do cão e você chega chorar de emoção por ver todas as ideias saírem do papel e darem certo, quando você escuta o elogio daquela sua professora que é um carrasco, quando você sai da frente da turma depois de uma apresentação e você olha pros seus amigos e todos, sem exceção, estão com um sorriso enorme no rosto satisfeito pelo seu desempenho por eles, sim, sempre vai ter algo para fazer valer a pena, vai por mim!

Então, depois de dois longos períodos o que eu posso dizer para vocês é, eu estou aonde devia estar. Eu conheci pessoas tão incríveis que eu falo todos os dias que era pra eu conhecer, estava escrito, pessoas que me deram apoio, suporte durante todo o ano, que me ajudaram a não surtar, minhas amigas que me ajudaram a liderar aquela turma, porque não, eu não liderei sozinha, elas estiveram do meu lado todos os dias aguentando os trancos e barrancos, então sim, eu estou no curso certo, com as pessoas certas e acima de tudo, no momento certo. Levei três anos desde o final do ensino médio para iniciar em uma graduação, e nunca é tarde gente, sempre está em tempo de começar aquilo que você tanto sonha e almeja!

Então fica registrado aqui minha maior conquista desse ano, meu curso tão amado/odiado da vida, e minha gratidão por tudo e todos que essa faculdade me trouxe♥


Das várias vezes que sentei para escrever sobre você eu nem sabia por onde começar, mas sabia qual era minha maior inspiração. Pensar em você hoje ainda me lembra como era pensar em você a alguns meses atrás, quando nem sonhávamos que as coisas acabariam desse jeito. Sim, ainda me arrepia por inteiro pensar em você, como se fosse capaz de um dia parar de arrepiar.
Eu me lembro dos primeiros sinais de que você havia conquistado um enorme espaço na minha vida, sei que no começo foi difícil para mim aceitar que pudesse estar acontecendo, mas nós não temos o controle de tudo não é mesmo?
Percebi que alguma coisa estava diferente quando não só esperava uma mensagem, mas esperava a sua. Quando o telefone tocava e não era você, era como se um enorme buraco se abrisse dentro de mim. Quando se passava muito tempo desde a última conversa e eu já imaginava o que de tão importante poderia ter acontecido, mas na verdade alguém tinha esquecido de responder, rs.
Senti que tudo estava diferente quando tocar no seu nome com as minhas amigas já não era mais a mesma coisa de antes, quando tudo deixou de ser apenas uma brincadeira que entrava em um ouvido e saia em outro e passou a ser um sentimento que ardia bem no fundo do peito.
Mas a certeza apareceu no momento em que senti que podia perde-lo e percebi naquele instante que não, eu não conseguiria mais viver sem você por perto. E então com muita clareza me lembro daquele dia, o grande dia, onde finalmente pude compartilhar com você tudo aquilo que já estava guardado a tanto tempo.
Não, eu nunca fui uma pessoa fácil de ser entendida, suportada e muito menos amável, mas de alguma forma você driblou tudo isso e conseguiu entrar bem de mansinho na que até então era a pior parte de mim.
Eu soube que era você quando sua voz era a única que eu queria ouvir antes de dormir, eu senti que era você quando seu sorriso era o único que importava, quando seu cheiro ficou guardado na memória, quando as melhores lembranças do meu dia envolviam você e quando seu nome era o único que importava para mim.

E agora, depois de tudo isso e mais um pouco, eu tenho mais certeza ainda de que é você, pelos motivos dos quais você sabe, e por mais ainda, pela certeza que você me dá de que nossos sonhos são inteiramente compartilhados, porque sonhar é muito bom, mas sonhar junto é extraordinário


Essa é uma pequena lista de tudo que eu devia ter dito a você, mas não fui capaz.


  1. Eu devia ter dito que amava seu cabelo bagunçado
  2. Eu devia ter dito que amava sua pertubação a qualquer hora
  3. Eu devia ter dito que amava seu bife acebolado
  4. Eu devia ter dito que amava sua implicância
  5. Eu devia ter dito que amava quando você tirava minha maquiagem
  6. Eu devia ter dito que amava quando você sorria por cima de mim
  7. Eu devia ter dito que amava a forma como você andava
  8. Eu devia ter dito que amava seu sorriso
  9. Eu devia ter dito que amava assistir filmes com você
  10. Eu devia ter dito que amava como você se importava comigo
  11. Eu devia ter dito que amava quando você segurava na minha mão
  12. Eu devia ter dito que amava quando você me colocava em seu peito
  13. Eu devia ter dito que amava seu cafuné
  14. Eu devia ter dito que doía ter que ir embora
  15. Eu devia ter dito que chorei madrugadas a dentro por você
  16. Eu devia ter dito que senti sua falta durante os dias que ficamos longe
  17. Eu devia ter dito que sentia medo de te perder, antes de perder
Eu devia ter dito tanta coisa, tanta coisa que ficou entalada na alma, na garganta, eu não devia ter perdido tanto tempo quanto perdi com você.
Eu devia ter dito, acima de tudo, que eu amava você!



Nada me deixa mais feliz que a lembrança daquela noite assistindo a um filme qualquer, onde você me colocou em seu colo e mesmo sabendo que eu não prestava atenção por conta do sono, explicou o filme um milhão de vezes pra mim.
No final me fez um cafuné e desejou que eu tivesse uma ótima noite de sono, como se eu precisasse, você já estava ali!


Você é a gota d'água que falta para eu perder minha paciência
Você é o que me mantém presa ao chão
E ainda assim me leva ao céu
Você é tudo que eu tentei evitar minha vida toda
Mas os problemas meu querido, eles são inevitáveis!



Eu sei que eu devia me manter segura por saber que você está bem, mas você nunca viu seu sorriso as três da manhã para saber que é impossível se sentir segura sem ele por perto!


Você é minha lembrança favorita daquela tarde de outono, onde pela primeira vez você segurou em minha mão e eu senti um calor percorrer todo o meu corpo.

Eu deveria saber que você era um erro quando eu te conheci, mas infelizmente os erros beijam bem.


Eu amei cada curva do teu sorriso, cada gominho da tua barriga, cada boa noite na tua voz embargada de sono.

Amei sua espiritualidade, seu senso de humor ou falta dele.
Amei seu cabelo bagunçado durante aquelas manhãs frias de inverno.
Amei teu corpo quente no meu e sua alma tão pura e fria.
Hoje eu amo apenas o espaço que ficou no momento que você me deixou!


Toquei o mais fundo da minha alma
Com aquele grito engasgado na garganta
Coloquei meu mais belo sorriso no rosto e lhe disse que tudo estava bem
Mas minha alma ardendo como ardia, implorava por ti, por nós!
Pelos momentos que nunca mais existiriam. 


O evento que reuni várias celebridades e grandes nomes da moda, rolou nessa segunda feira dia 01.05.2017, e claro que não podemos deixar de comentar um pouco sobre os looks que passaram pelo tapete vermelho.

O MET Gala marca a abertura da exposição ''Costume Institute'', é organizado pela brilhante e espetacular, Anna Wintour, atual editora-chefe da Vogue, a mais conceituada publicação de moda do mundo!

O evento tem Gisele Bündchen e Tom Brady, Katy Perry, Anna Wintour e Pharrell Williams como anfitriões e homenageou a estilista japonesa Rei Kawakubo, da Comme des Garçons.

1º Lugar: Gisele maravilhosa, rainha do mundo, Bündchen. Vestindo Stella McCartney

Gisele Bündchen, de Stella McCartney.

Tom Brady e Gisele Bündchen no Met Gala 2017 (Foto: Getty Images)

2º Lugar: Zenday maravilhosa, vestindo Dolce & Gabbana.

Zendaya, de Dolce & Gabbana.

3º Lugar: Blake Lively, divina e poderosa sempre, vestindo Versace.

Blake Lively, de Versace.

4º Lugar: Adriana Lima, divina, vestindo Alberta Ferretti. 

Adriana Lima, de Alberta Ferretti.

5º Lugar: Candice Swanepoel, a bicha lacra demais, vestindo Topshop.

Met Gala 2017 (Foto: Getty Images)

Passaram pelo tapete vermelho várias fashionistas, e se o post fosse exatamente sobreos looks mais icônicos, com certeza teríamos Rihanna e Katy por aqui, mas o tema do post não é esse, e na minha opinião os looks deixaram muito a desejar em relação aos Met's anteriores, mas gosto é gosto.

LOOK BÔNUS.

Selena Gomez maravilhosa, vestindo Coach.

Selena Gomez, de Coach.

Bom, então é isso meus amores, agora nos resta esperar pelo próximo baile MET e pela presença da nossa Queen B que esse ano não compareceu devido a gravidez avançada de seus gêmeos.

Um beijo e até!


Bom, vou começar esse nosso bate papo dizendo, senta que vem muita coisa por aqui. 

Eu estava pensando em qual título colocar nesse post, pensei em chamar de resenha, pensei em chamar de critica, mas acabei escolhendo por esse que vocês estão vendo ai, nós precisamos conversar sobre a série queridinha da Netflix, 13 reasons why. Vamos lá!

13 reasons why é uma série produzida pela Netflix, que tem Selena Gomez como produtora, inclusive, baseada no livro de mesmo nome do escritor Jay Asher. O livro e a série falam sobre Hannah Baker, uma tipica aluna do ensino médio, que leva uma vida aparentemente normal como qualquer outra, a diferença de Hannah para as outras pessoas, é que Hannah já não está viva quando a série começa. Hannah Baker se suicida.

E é a partir do suicídio de Hannah que a história realmente tem inicio. Que Hannah se mata não é segredo para ninguém, afinal, a trama gira em torno disso, mas o que Hannah faz, isso sim nos diz muita coisa. 

Antes de Hannah tirar a própria vida, ela grava 13 fitas, com os principais motivos que a levaram a cometer suicídio, durante as fitas nós vamos conhecendo mais sobre o dia a dia de Hannah, e entendemos os porquês de sua morte.

A série produzida pela Netflix tem 13 capítulos, ao meu ver, capítulos muito longos e cansativos, a maioria com mais de cinquenta minutos, para mim foi impossível maratonar a série por esse e outros motivos, que lógico, vou citá-los para vocês.

Além dos episódios serem imensos, temos também o peso da história, que para mim foi tão impactante ao ponto de conseguir assistir no máximo, dois episódios seguidos. Eu terminei a série depois de uma semana do seu lançamento, fui assistindo cada episódio bem devagar, parando durante ele pra dar uma respirada, porque realmente não dava para ver tudo de uma vez.

A série trata de assuntos tão sérios quanto suicídio, o bullying por exemplo, é um assunto recorrente durante a série, a realidade dos filhos que muitos pais não enxergam, a forma com que os menos populares são tratados, e o cotidiano problemático dos adolescentes também é mostrado.

Brigas, confusões, buullyng, piadas totalmente sem graça, jogos psicológicos​ e chantagistas, estupro, acobertamento de estupro, pessoas fingindo não ver e não saber de tudo de errado que acontece, isso tudo está presente durante todos os episódios, e isso tudo dificultou que eu assistisse a série rápido.

No livro, Clay, que é nosso personagem secundário, e um amor de pessoa, ouve as fitas em uma noite, mas na série ele demora os 13 episódios para ouvir, não é dito detalhes sobre, mas Clay tomava remédios para controle de ansiedade, então ele tem algum problema que não o deixa ouvir todas as fitas de uma vez, pois isso acaba causando pânico.

Falando sobre o Clay, como já disse, ele é um personagem muito amor, sim, ele também está nas fitas, mas não como um porque ruim, pois de todos aqueles que conheciam Hannah, Clay só era lento, e não estúpido como Bryce ou Justin, por exemplo. Clay é o tipico nerd, quietinho, super na dele, que gosta da garota mas não leva jeito nenhum para isso, e quando ele finalmente toma coragem já é tarde, pois Hannah já foi ferida e muito por outras pessoas, e já não consegue aceitar carinho.

Clay sofre muito para ouvir as fitas e nós sofremos com ele, eu sofri e muito com ele. De todas as pessoas que ouviram as fitas, Clay é o único que não se conforma com tudo que ouviu, e é o único que quer fazer a coisa certa, denunciar quem tiver que denunciar, ajudar quem precisa de ajuda, mas é sempre impedido pelos demais, já que todo mundo acabaria sendo responsável pela morte de Hannah, e por outras coisas também.

A série é bem construída, Ana? Sim, até é, mas na minha opinião ela poderia ter sido encurtada. Ou fizessem episódios menores e menos cansativos, ou até mesmo menos episódios, ao meu ver tiveram quatro episódios que eu considero essenciais, o primeiro, o décimo primeiro, décimo segundo e décimo terceiro. O restante poderia ter sido encurtado, não alteraria em nada o entendimento do público e ficaria melhor para assistir, mas enfim, foi feito e não pode ser desfeito.

São episódios com cenas bem chocantes e reais, cenas de estupro, a cena onde Hannah corta os pulsos na banheira, tudo é mostrado condizendo muito com a realidade. São cenas para quem tem estômago mesmo. Portanto, é ideal lembrar que se você possui algum problema psicológico, algo que ligue a suicídio, bullying,qualquer coisa assim, pense muito antes de assistir, pois sim, pode ser um gatilho para coisas piores.

Eu demorei a escrever porque sim, eu ainda estava digerindo muita coisa da série, quando eu terminei de assistir fiquei em estado de choque pelas cenas, quase vomitei na cena da morte da Hannah, foi tão real que eu senti na minha pele enquanto ela se cortava. Fiquei paralisada por um tempo, escorreram algumas lágrimas, o sentimento de culpa e indignação por tudo que ela sofreu,por tudo que ela passou, pelas pessoas verem certas coisas e não fazerem nada, isso tudo mexeu muito comigo. 

Compensa assistir, Ana? Compensa sim e eu acho que todo mundo, inclusive os nossos pais, devem assistir. É uma série para abrir os olhos de todo mundo, e para aqueles que escolheram sofrer em silêncio, não se calem, por favor, não deixem que façam nada disso com vocês, bullying é coisa séria e da cadeia, vamos atrás desses culpados, não vamos deixar que a taxa de suicídio continue aumentando, nós temos escolha.

Minha palavra final, sim eu gostei da série num todo, achei muito importante e necessária, foi super bem aceita pelo público e tem ajudado muitas pessoas, como eu disse, poderia ter sido menor, mas enfim. Acho sim que tem conteúdo para uma segunda temporada, pois ficaram pontas soltas e brechas no final, então eu gostaria muito de algumas explicações.

Assistam, fiquem atentos aos sinais, as vezes uma pessoa bem próxima de você está precisando de sua ajuda, não vamos deixar isso acontecer, não seja um porquê.

Espero que tenham gostado, um beijo e até a próxima!


Eu gosto quando você me abraça.
Quando você sorri e sempre quer mais.
Gosto quando você insiste em ficar.
E também gosto do fato de sempre se importar comigo.

Gosto da sua presença na mesma intensidade que gosto de chocolate.
No fundo, eu acho que gosto do fato de você existir.
Principalmente da forma que você existe dentro de mim.

As coisas nem sempre tem um motivo para acontecer, elas simplesmente acontecem.
Não precisar ser que nem um dos romances que eu escrevo, pode ser simples.
Na mesma simplicidade e cumplicidade que eu e você faríamos.
Sabe, o momento em que me perdi, foi exatamente o momento que te encontrei.


No dia 8 de Março é comemorado o Dia das Mulheres! Essa data é importante, pois homenageia todas as mulheres e mostra um pouco de suas lutas para conquistar o espaço que tem hoje.

Preparamos um artigo para deixar esse dia ainda mais especial, para você mulher conhecer as principais doenças que afetam as mulheres e assim cuidar mais da saúde.

1.Endometriose
A endometriose é um problema que afeta o útero da mulher - o local onde um bebê cresce quando uma mulher está grávida. Endometriose é quando o tipo de tecido que normalmente a linha do útero cresce em outro lugar. Pode crescer nos ovários, atrás do útero, nos intestinos, ou na bexiga. Raramente, cresce em outras partes do corpo.

Este tecido extraviado pode causar dor, infertilidade, e períodos muito pesados. A dor é geralmente no abdômen, parte inferior das costas ou áreas pélvicas. Algumas mulheres não têm sintomas, e ter dificuldade em engravidar pode ser o primeiro sinal de que têm endometriose.

2.Miomas Uterinos
Os fibroides uterinos são os tumores não cancerosos mais comuns em mulheres em idade fértil. Os fibroides são feitos de células musculares e outros tecidos que crescem dentro e ao redor da parede do útero. A causa dos miomas é desconhecida. Os sintomas dos fibroides incluem
Períodos pesados ​​ou dolorosos ou sangramento entre períodos.
Sentindo-se "cheio" no abdômen inferior.
Urinar frequentemente.
Dor durante o sexo.
Dor na região lombar.
Problemas reprodutivos, tais como infertilidade, abortos múltiplos, ou início do trabalho de parto.
Mas algumas mulheres não terão nenhum sintoma. É por isso que é importante consultar o seu médico para exames de rotina.

3.Câncer Ginecológico
Cancro ginecológico é qualquer câncer que começa em órgãos reprodutivos de uma mulher. Os cânceres ginecológicos começam em diferentes lugares dentro da pelve de uma mulher, que é a área abaixo do estômago e entre os ossos do quadril.

O câncer cervical começa no colo do útero, que é a extremidade inferior e estreita do útero.
O câncer de ovário começa nos ovários, que estão localizados em cada lado do útero.
O câncer uterino começa no útero, o órgão em forma de pera na pélvis de uma mulher onde o bebê cresce quando uma mulher está grávida.
O câncer vaginal começa na vagina, que é o canal oco, tipo tubo, entre o fundo do útero e a parte externa do corpo.
O câncer vulvar começa na vulva, a parte externa dos órgãos genitais femininos.

4.HIV / AIDS
HIV e Aleitamento Materno
O HIV pode ser transmitido através do leite materno, de modo que as mães que têm HIV não devem amamentar seus bebês.
O HIV é o vírus da imunodeficiência humana. O HIV afetam as células específicas do sistema imune (chamadas células CD4). Ao longo do tempo, o HIV pode destruir tantas dessas células que o corpo não pode combater a infecção mais.
O corpo humano não pode se livrar do HIV - o que significa que uma vez que uma pessoa tem o HIV, ele ou ela tem para toda a vida. Não há cura neste momento, mas com cuidados médicos adequados, o vírus pode ser controlado. O HIV é o vírus que pode levar à síndrome da imunodeficiência adquirida, ou AIDS.
 AIDS é o estágio tardio da infecção pelo HIV, quando o sistema imunológico de uma pessoa é severamente danificado. 

HIV em mulheres
As mulheres que estão infectadas com o HIV geralmente recebem por ter relações sexuais com um homem que está infectado ou por compartilhar agulhas com uma pessoa infectada.

Mulheres
Grávidas Todas as mulheres grávidas devem conhecer seu estado HIV. As mulheres grávidas HIV-positivas podem trabalhar com os seus prestadores de cuidados de saúde para garantir que os seus bebés não contraem o HIV durante a gravidez, parto ou após o parto (através do leite materno).

É possível que uma mãe tenha HIV e não o espalhe para seu bebê, especialmente se ela sabe sobre seu status de HIV cedo e trabalha com seu médico para reduzir o risco.
 
5.Cistite Intersticial
A Cistite Intersticial (CI) é uma condição crônica da bexiga, resultando em desconforto ou dor recorrentes na bexiga ou na região pélvica circundante. Pessoas com IC geralmente têm inflamado ou irritado paredes da bexiga que pode causar cicatrizes e rigidez da bexiga. O CI pode afetar qualquer pessoa; No entanto, é mais comum em mulheres do que em homens.
Algumas pessoas têm alguns ou nenhum dos seguintes sintomas:
Abdominal ou desconforto pélvico leve.
Micção frequente.
Um sentimento de urgência para urinar.
Sensação de pressão abdominal ou pélvica.
Dor intensa na bexiga ou na região pélvica.
Dor abdominal inferior grave que se intensifica à medida que a bexiga urinária enche ou se esvazia.

6.Síndrome do Ovário Policístico (SOP)
A síndrome do ovário policístico ocorre quando os ovários de uma mulher ou as glândulas adrenais produzem mais hormônios do que o normal. Um resultado é que os cistos (sacos cheios de líquido) se desenvolvem nos ovários. As mulheres que são obesas são mais propensas a ter SOP. As mulheres com A síndrome estão em maior risco de desenvolver diabetes e doenças cardíacas.
Os sintomas podem incluir
Infertilidade.
Dor pélvica.
Crescimento excessivo do cabelo na face, no peito, no estômago, nos polegares ou nos dedos dos pés.
Calvície ou queda de cabelo.
Acne, pele oleosa ou caspa.
Pele escura ou preta espessada.

7.Doenças Sexualmente Transmissíveis (DSTs)
DSTs são infecções que você pode pegar por ter relações sexuais com alguém que tem a infecção. As causas das DSTs são bactérias, parasitas e vírus. Existem mais de 20 tipos de DSTs.
A maioria das DSTs afeta homens e mulheres, mas em muitos casos os problemas de saúde que causam podem ser mais graves para as mulheres. Se uma mulher grávida tem uma DST, pode causar sérios problemas de saúde para o bebê.

Se você tem uma DST causada por bactérias ou parasitas, seu médico pode tratá-la com antibióticos ou outros medicamentos. Se você tem uma DST causada por um vírus, não há cura, mas a medicação antiviral pode ajudar a controlar os sintomas.
Às vezes os remédios podem manter a doença sob controle. O uso correto de preservativos de látex reduz muito, mas não elimina completamente, o risco de pegar ou espalhar DSTs.

8.Violência Sexual
Violência Sexual (SV) é um problema significativo em todos os lugares. Refere-se à atividade sexual onde o consentimento não é obtido ou livremente dado. Qualquer pessoa pode experimentar, mas a maioria das vítimas é do sexo feminino.
A pessoa responsável pela violência é tipicamente do sexo masculino e geralmente é alguém conhecido da vítima. A pessoa pode ser, mas não está limitada a, um amigo, colega de trabalho, vizinho ou membro da família. O objetivo final é parar a violência sexual antes que ela comece.

A violência do parceiro íntimo (IPV) é um problema de saúde pública grave e evitável que afeta milhões de pessoas. O termo violência de parceiro íntimo descreve danos físicos, sexuais ou psicológicos por parte de um parceiro atual ou ex-cônjuge. Este tipo de violência pode ocorrer entre casais heterossexuais ou do mesmo sexo e não requer intimidade sexual.

9. Obesidade
A obesidade não é um problema exclusivamente feminino mas é com certeza um dos problemas mais preocupante para as mulheres além de ser um problema de saúde é também de beleza estética.
A obesidade traz consigo vários riscos a saúde em um nível mais elevado como a obesidade II e III a pessoa passa a ter pressao alta, diabetes tipo 2, colesterol, inchaço, fadiga e outros.
A maioria das pessoas obesas são devido à má alimentação e sedentarismo, isso complica outros riscos a saúde da mulher como câncer de mama, outros canceres, distúrbios menstruais, cólicas, dor de cabeça, osteoporose e outros.
Isso porque pesquisas já demonstraram que alimentação incorreta e falta de atividade física aumenta os riscos de todas as doenças citadas e a não mudança de habito compromete o resultado do tratamento. Inicie com um bom plano diário como uma boa dieta para emagrecer e exercícios leves.

Artigo escrito por Professora Rosi Oliveira!


Mais uma edição do Oscar que vem e que vai, todo ano os grandes nomes da indústria esperam por esse momento para verem seus trabalhos valorizados e ganharem suas tão sonhadas estatuetas do Oscar.



Como sempre, essa edição contou com algumas surpresas de última hora, discursos polêmicos, empoderados, criticas a politica e muito mais, e chegou a hora de ver os principais momentos dessa noite.

Não tem como deixar de falar da maior gafe desse Oscar, durante a entrega do último prêmio da noite, o de ''Melhor filme'', aconteceu o que ninguém esperava, os apresentadores da categoria Faye Dunaway e Warren Beatty anunciaram ''La La Land'' como o grande campeão, quando na verdade quem tinha levado o prêmio era o filme ''Moonlight'', climão né?



Por falar em ''La La Land'' o filme pode não ter levado o prêmio de ''Melhor filme'' para casa, mas levou seis estatuetas, comprovando assim o favoritismo.

Entre as centenas de artistas que já colecionam Oscar em casa, tivemos aqueles que levaram a estatueta pela primeira vez, como Emma Stone levando o de ''Melhor atriz'' por ''La La Land'', e Viola Davis faturou o de ''Melhor atriz coadjuvante'' por Fences.





E não faltou polêmica nesse Oscar, a atriz Brie Larson ficou encarregada de anunciar o ganhador do prêmio de melhor ator, que foi para o ator Casey Affleck, por sua atuação em ''Manchester à Beira-Mar''. Quando a atriz não o abraçou e nem o aplaudiu quando o mesmo subiu ao palco, muitos se questionaram do porque, e a questão é que Casey foi acusado de assédio sexual durante as gravações do filme ''Eu ainda estou aqui''. Brie é uma super defensora dos direitos das mulheres e se sentiu desconfortável e com certeza decepcionada com a escolha da Academia, confesso que eu também.





Como fã eu não poderia deixar de falar do Oscar tão sonhado pelos fãs do universo Harry Potter, durante os oito filmes da saga Harry Potter recebeu 12 indicações, mas nunca levou uma estatueta para casa, agora Animais Fantásticos e Onde Habitam vem e nos trás essa linda surpresa, o Oscar de Melhor Figurino, chorei e não foi pouco, o orgulho transbordou minha gente!



Colleen Atwood, responsável pelo figurino de Animais Fantásticos e Onde Habitam!

Confiram agora a lista completa dos vencedores dessa edição do Oscar!

MELHOR FILME
A chegadaAté o último homemEstrelas além do tempoLionMoonlight: Sob a luz do luarUm Limite Entre NósA qualquer custoLa la land: Cantando estaçõesManchester à beira-mar

MELHOR DIRETOR

Dennis Villeneuve, "A chegada"
Mel Gibson, "Até o último homem"
Damien Chazelle, "La la land: Cantando estações"
Kenneth Lonergan, "Manchester à beira-mar"
Barry Jenkins, "Moonlight: Sob a luz do luar"


MELHOR ATOR
Casey Affleck, "Manchester a beira Mar"
Denzel Washington,"Um Limite Entre Nós"
Ryan Gosling, "La La Land – Cantando estações"
Andrew Garfield, "Até o Último Homem"
Viggo Mortensen, "Capitão Fantástico" 
MELHOR ATRIZ
Natalie Portman "Jackie"
Emma Stone "La La Land - Cantando estações"
Meryl Streep "Florence: Quem é essa mulher?"
Ruth Negga "Loving"
Isabelle Huppert "Elle''
MELHOR ATOR COADJUVANTE
Mahershala Ali "Moonlight: Sob a luz do luar"
Jeff Bridges "A Qualquer Custo"
Lucas Hedges "Manchester à beira-mar"
Dev Patel "Lion: uma jornada para casa"
Michael Shannon "Animais noturnos"
MELHOR ATRIZ COADJUVANTE
 
Viola Davis
 "Um Limite Entre Nós"

Naomi Harris "Moonlight: Sob a luz do luar"
Nicole Kidman "Lion"
Octavia Spencer "Estrelas além do tempo"
Michelle Williams "Manchester by the Sea"
MELHOR FOTOGRAFIA
"A chegada"
"La la land"
"Moonlight"
"O silêncio"
MELHOR ROTEIRO ORIGINAL
"La la land: Cantando estações"
"Manchester à beira-mar"
"A qualquer custo"
"O lagosta"
"20th century woman"
MELHOR ROTEIRO ADAPTADO
"Moonlight"
"Lion"
"Um Limite Entre Nós"
"Estrelas além do tempo"
"A chegada"
MELHOR DOCUMENTÁRIO
"Fire at sea"
"I am no your negro"
"Life, animated"
"O.J. Made in America"
"13th"
MELHOR ANIMAÇÃO
"Zootopia"
"Moana: Um Mar de Aventuras"
"The Red Turtle"
"Kubo e as Cordas Mágicas"
"My Life as a Zuchinni"
MELHOR CURTA-METRAGEM
"Ennemis Intérieurs"
"La femme et le TGV"
"Silent night"
"Sing"
"Timecode"
MELHOR CANÇÃO ORIGINAL
"Audition (The fools who dream)" - "La la land: Cantando estações"
"Can't stop the feeling" - Trolls"
"City of stars" - La la land: Cantando estações"
"The empty chair" - Jim: The James Foley Story"
"How far I'll go" - "Moana"
MELHOR TRILHA SONORA
Micha Levi - "Jackie"
Justin Hurwitz - "La la land: Cantando estações"
Nicholas Britell - "Moonlight: Sob a luz do luar"
Thomas Newman - "Passageiros"
MELHOR CABELO E MAQUIAGEM
"A man called Ove"
"Star Trek: Sem fronteiras"
"Esquadrão suicida"
MELHOR FIGURINO
"Aliados"
"Jackie"
"La La Land: Cantando Estações"
"Animais Fantásticos e Onde Habitam"
"Florence: Quem é essa Mulher?"
MELHOR EDIÇÃO DE SOM
"A chegada"
"Deepwater horizon"
"Até o último homem"
"La la land: Cantando estações"
"Sully: O herói do rio Hudson"
MELHOR MONTAGEMMELHOR MIXAGEM DE SOM
"A chegada"
"Até o último homem"
"La la land: Cantando estações"
"Rogue One: Uma história Star Wars"
"13 Hours: The secret soldiers of Benghazi"
"A chegada"
"Até o último homem"
"A qualquer custo"
"La la land: Cantando estações"
"Moonlight: Sob a luz do luar"
MELHOR DESIGN
"A chegada"
"Animais fantásticos e onde habitam"
"Ave, Cesar!"
"La la land: Cantando estações"
"Passageiros"
MELHOR EFEITO VISUAL
"Deepwater horizon"
"Doutor Estranho"
"Mogli"
"Kubo e as cordas mágicas"
"Rogue One: Uma história Star Wars"
Essa temporada de premiação é uma loucura, mas nós não podemos deixar de comentar ao menos um pouquinho, e que comecem as apostas para o Oscar 2018!